Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2007

Afectividade

AFECTIVIDADE

Os afectos são algo que está presente na nossa natureza biológica e que nós com a nossa criatividade humana alteramos conforme os factores naturais que os influenciam, no sentido de reduzir ou anular uns, manter ou alterar outros, e aumentar ou criar outros.

O nosso corpo funciona como uma máquina complexa, com vários movimentos ritmados cuja sincronia forma uma unidade também ritmada. Essa unidade é a nossa vida objectiva e física, provada cientificamente. Nascemos, crescemos, envelhecemos e morremos. O nosso coração tem um número médio de batimentos por minuto. O sangue circula a uma velocidade média. As vias respiratórias e os pulmões completam um ciclo respiratório em determinado tempo médio. A assimilação de alimentos e de informação exige determinada quantidade, qualidade e tempo. O sono exige que se durma determinado número de horas por dia, e os sonhos também têm ritmos específicos. A actividade sexual, muscular e cerebral tem também os seus ritmos apropriados...

Estes e muitos outros movimentos do corpo são naturalmente sincronizados de forma a criarem uma harmonia saudável, com ritmos médios diferentes em cada pessoa, conforme a sua idade, género, actividade física e características idiossincráticas.

Estes ritmos biológicos são naturais e estão presentes em todos os seres vivos. São mais abundantes no homem devido, apenas, à sua maior complexidade orgânica. Existem como reguladores da vitalidade e sobrevivência, mantendo-se num movimento regular estável sempre que o corpo de que fazem parte se encontre também ele em estabilidade, e actuando com aumentos ou diminuições de ocorrência sempre que haja uma alteração na estabilidade do corpo, que podem ter origem no seu interior, na sua essência vital, ou no exterior, no ambiente ou tudo o que o rodeia.

Sempre que nós adoecemos ou estamos preocupados — mesmo sem sabermos porquê — o nosso ritmo cardíaco aumenta. É um aviso do interior e uma tentativa de repor a estabilidade. Sempre que sentimos perigo ou medo de alguma coisa, ou elevada avidez, excitação ou ansiedade, aumenta também — para nos dar força para resistir ao que nos pode fazer mal. São alterações de ritmos vitais que visam repor a estabilidade corporal.

Todos os seres vivos vivem rodeados de outros, semelhantes e diferentes. E todos vivem num lugar, na Terra — ainda não se conhece vida extraterrestre. Todos são afectados por tudo o que os rodeia, como os outros, o clima, a natureza, o sol, a noite, o fogo, etc. E todos ganham afectividade ao que lhes faz bem, ao que lhes dá prazer, satisfação, vitalidade, e estabilidade natural para continuarem a viver. As plantas e os animais gostam de ser bem tratados. Os animais enfurecem-se para se defenderem se não forem bem tratados.

Com o ser humano acontece a mesma coisa. Mas devido à sua racionalização, a afectividade torna-se ainda muito mais complexa. Pois o homem está envolvido numa rede de sentimentos humanos e emoções, que funcionam seguindo as mesmas regras, mas de uma forma muito mais vasta, de abstracção e subjectividade. No homem, os afectos traduzem-se por amizade, amor, e carinho, que partem de alguém em direcção a outro alguém.

 


publicado por sl às 02:11
link do post | comentar | favorito
|

temas recentes

Novo Blog

Linguagem

Liberdade

Lei

Justiça

Inteligência

Instinto

Informação

Inconsciente

Imaginação

Ilusão

Igreja

Identidade

Ideia

Homem

História

Glória

Futuro

Filosofia

Felicidade

Fantasia

Família

Fama

Existência

Evolução

Eternidade

Espírito

Esperança

Espaço

Escrita

Equilíbrio

Energia

Emoções

Educação

Economia

Dor

Dinheiro

Deus

Destino

Desporto

Desejo

Cultura

Consciência

Conhecimento

Comunidade

Comunicação

Civilização

Ciência

Cérebro

arquivos

Setembro 2010

Março 2010

Novembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim


ver perfil

seguir perfil

. 3 seguidores

tags

todas as tags

pesquisar

 
Se gostava de obter todos os textos de A a Z, envie o seu pedido para viaverita@sapo.pt!
SAPO Blogs

subscrever feeds