Sábado, 1 de Setembro de 2007

Economia

ECONOMIA

 

 

A economia é o motor da sociedade humana. Tudo roda em volta da economia.

No passado a terra era grande e o poder estava nos deuses. Mas aos poucos foi-se conquistando e passou a ser pequena, e o poder passou a estar nas mãos dos homens que a possuíam e dominavam.

O domínio das terras e das riquezas que delas se extraía e produzia, atribuiu poder aos homens. A uns sobre outros. Uns que eram os donos das terras e outros que eram os que as trabalhavam.

Criaram-se os mercados para se trocarem os produtos produzidos e criou-se o dinheiro para facilitar essas trocas.

Depois criaram-se as indústrias para transformarem os produtos produzidos e extraídos das terras. Com essa transformação criaram-se novos produtos, que precisavam de ser distribuídos por quem não os produzia. Nasceu o comércio aliado aos serviços, e tudo se produz e comercializa para obter mais dinheiro e poder.

A economia acabou por englobar todas as áreas da sociedade humana. Tudo se vende e tudo se compra. Tudo se troca por dinheiro e o dinheiro é que dá o poder porque com ele tudo se pode obter.

A economia originou os mercados de valores, onde todos os dias muito capital muda de mãos com a compra e venda de valores que nem os próprios investidores chegam a saber o que representam materialmente.

A economia transformou-se numa realidade complexa — quase virtual — onde cada um se preocupa com o dinheiro que tem e com o que pode ou deseja gastar, e onde todos condicionam as tendências dos inúmeros gráficos que permanentemente são indicadores da evolução económica. — O produto interno bruto, as taxas de juro, os índices bolsistas, os impostos, a inflação, os câmbios, o desemprego, o poder de compra e muitos outros indicadores são permanentemente estudados pelos economistas para actuarem no sentido de intervirem com medidas políticas, financeiras ou empresariais, de forma a que o crescimento seja o maior possível, e o decrescimento, quando inevitável, seja o menor possível.

Cada país tem a sua economia conforme a evolução económica, política e social do seu passado recente.

  Apesar do crescimento económico mundial ser actualmente inquestionável, ao nível local, regional ou nacional não se passa o mesmo. Muitos factores podem interferir bruscamente na estabilidade económica de um país, sendo as catástrofes naturais e as guerras, os mais ameaçadores.

Na economia, como em tudo na vida, os ganhos ou lucros de uns são perdas ou custos de outros. A estabilidade política, económica e social, de todos os parceiros de uma comunidade é a garantia de crescimento, porque com negociações, todos crescem, ainda que o crescimento seja menor.

 

 

 


publicado por sl às 00:57
link do post | comentar | favorito
|

temas recentes

Novo Blog

Linguagem

Liberdade

Lei

Justiça

Inteligência

Instinto

Informação

Inconsciente

Imaginação

Ilusão

Igreja

Identidade

Ideia

Homem

História

Glória

Futuro

Filosofia

Felicidade

Fantasia

Família

Fama

Existência

Evolução

Eternidade

Espírito

Esperança

Espaço

Escrita

Equilíbrio

Energia

Emoções

Educação

Economia

Dor

Dinheiro

Deus

Destino

Desporto

Desejo

Cultura

Consciência

Conhecimento

Comunidade

Comunicação

Civilização

Ciência

Cérebro

arquivos

Setembro 2010

Março 2010

Novembro 2009

Junho 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Maio 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

mais sobre mim

tags

todas as tags

pesquisar

 
Se gostava de obter todos os textos de A a Z, envie o seu pedido para viaverita@sapo.pt!
blogs SAPO

subscrever feeds